O papel da mídia na prevenção ao suicídio

Feliz Aniversário, Dra. Juliêta Maria!
13 de setembro de 2018
Dia do Médico Nuclear
14 de setembro de 2018
Exibir tudo

O papel da mídia na prevenção ao suicídio

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A mídia se relaciona diretamente com a prevenção do suicídio. Seu modo de se comportar ao rodear este tema pode tanto ser positivo quanto negativo, dependendo da maneira que o aborda.

Um dos primeiros registros da relação da mídia com o suicídio foi o romance “O Jovem Werther”de 1774, que conta a história de um jovem que se apaixona por uma moça prometida em casamento e ao não conseguir resolver seu problema amoroso comete suicídio. Na época de seu lançamento, os casos de suicídio tiveram uma alta em Nova York, sendo eles em condições parecidas e por portadores do livro, o que causou a proibição do livro em países, como na Alemanha, Noruega e Itália.

Essa relação entre um exemplo de suicídio notório e uma morte parecida ficou conhecida pelo termo “Efeito de Werther”, que influencia um indivíduo com tendência suicida (Seja ela por um transtorno psíquico ou por outro motivo) a realizar tal ato. Como por exemplo, a alta da taxa de suicídio entre mulheres jovens após a Marilyn Monroe tirar a própria vida.

Pensando nisso, a ONU desenvolveu um manual sobre como noticiar e/ou abordar o suicídio na mídia. Abordando pontos como:

  • Não publicar fotografias ou bilhetes, cartas de suicídio.
  • Não noticiar detalhes específicos do método usado.
  • Não apresentar razões simplistas.
  • Não glorificar ou sensacionalizar o suicídio.
  • Não usar estereótipos religiosos ou culturais.
  • Não dividir a culpa.

E também, é aconselhado:

  • Trabalhar em conjunto com as autoridades de saúde quando da apresentação dos fatos.
  • Referir-se ao suicídio como consumado e não como bem sucedido.
  • Apresentar apenas os dados relevantes, nas páginas interiores.
  • Realçar as alternativas ao suicídio.
  • Fornecer informações sobre formas de ajuda e recursos gratuitos disponíveis.
  • Publicar indicadores de risco e sinais de aviso.

O Jornal do Médico lembra que a depressão e outros distúrbios psicológicos devem ser tratados com o acompanhamento de um psicólogo e psiquiatra, a fim de prevenir o suicídio.

Fonte: Manual “PREVENIR O SUICÍDIO: UM GUIA PARA PROFISSIONAIS DA MÍDIA“; Nerdologia

Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

 
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Redação JMédico
Redação JMédico
Equipe de Reportagem Jornal do Médico | Canal de Comunicação sobre Medicina, Direito & Saúde | E-mail: redacao@argollomarketing.com.br