fbpx

Brasil é responsável por 40% de novas infecções por Aids na América Latina

No mundo, 34,9 milhões de adultos convivem com Aids, causando a morte de um milhão de pessoas por ano. Esses dados são dos relatórios mais recentes do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids). Os relatórios, que podem ser acessados aqui e aqui (documentos em inglês), mostram que é preciso atentar para o nível de novas contaminações por Aids, que atinge fortemente o Brasil.
Em 2015, estima-se que tenham ocorrido 44.000 novas infecções pelo HIV no Brasil, com estimativa de 15.000 mortes no mesmo ano devido complicações da doença. Como o país é o mais populoso da América Latina, responde por 40% dos novos casos de Aids, enquanto Argentina, Venezuela, Colômbia, Cuba, Guatemala, México e Peru respondem por outros 41% desses casos.
As pesquisas revelaram que a contaminação é maior entre os jovens, mais especificamente na faixa etária de 18 a 24 anos. De 2006 a 2015, a taxa de detecção de casos de AIDS entre jovens do sexo masculino com 15 a 19 anos quase que triplicou (de 2,4 para 6,9 casos por 100 mil habitantes) e entre os jovens de 20 a 24 anos, a taxa mais do que dobrou (de 15,9 para 33,1 casos por 100 mil habitantes).
Segundo o Ministério da Saúde, do total de pessoas com HIV no Brasil, 87% estão diagnosticadas, 55% estão em tratamento e 50% estão com carga viral suprimida. As medidas de proteção social e a inserção de adolescentes e jovens no ambiente escolar e no mercado de trabalho diminuem a vulnerabilidade para o HIV.
Com informações do Unaids Brasil.
 

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend