fbpx

Dia Internacional da Hemofilia

O canadense Frank Schnabel, fundador da Federação Mundial de Hemofilia, nasceu no dia 17 de abril de 1926. A data foi escolhida em sua homenagem para celebrar no mundo inteiro o Dia Internacional da Hemofilia. Frank era portador de hemofilia tipo A grave e lutou para a construção da Federação, incentivando a pesquisa científica e ajudando milhares de hemofílicos no mundo.
A hemofilia é uma doença hereditária que afeta a coagulação sanguínea. Nas pessoas hemofílicas, os fatores de coagulação do sangue apresentam baixa atividade, o que leva um intervalo de tempo maior no controle de sangramento e cicatrização de ferimentos. As pessoas hemofílicas consideradas grave podem ter sangramentos espontâneos nas articulações ou músculos. Os sangramentos podem ser internos ou externos, provocando inchaço e ou dores pela dificuldade em coagulação.
A data objetiva a conscientização popular e reivindica aos poderes públicos nacionais e internacionais maior atenção no diagnóstico (de preferência precoce) e tratamento de doenças relacionadas ao sangue e suas agravantes (AIDS, hepatite etc).
No Brasil, o Dia Nacional do Hemofílico é comemorado também hoje. O Sistema Unificado de Saúde oferece tratamento para crianças na fase inicial da doença.
O Jornal do Médico se solidariza com os hemofílicos e incentiva políticas de assistência à causa.
 

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend