fbpx
paternidade e saúde mental

REPORTAGEM: Paternidade e a Saúde mental

A mente começa a se formar a partir das primeiras alucinações dos desejos; ela se constrói ou é afetada pelas ações de muitos fatores e uma mente saudável se constrói pela influência genética, ambiental, cultural, neuroquímica e social, entre outros fatores. Porém, não é nenhuma novidade que o estress do cotidiano causados pelo trabalho, casamento e principalmente pelas exigências da paternidade, podem sobrecarregar a saúde mental, e para os homens isso pode ser ainda mais complicado, pois a busca dos homens pelos cuidados da saúde mental ainda é muito é escassa.

A paternidade é um trabalho de 24h diante das necessidades dos filhos, principalmente quando pequenos. Porém, o problema existe quando não há um cuidado, também especial, com o próprio bem-estar, principalmente mental. Segundo a médica psiquiatra, Francinete Giffone, o estresse é um fator necessário até certo momento. “Um pequeno grau de estresse pode trazer mais motivação e criatividade. Porém, o estresse repetitivo vai levando a uma zona de esgotamento.”, falou. “Se não houver um momento de relaxamento e descanso, esse estresse vai para uma fase mais avançada.”.

Diante dessas situações, muitos homens não buscam pela qualidade da saúde mental e continuam acumulando fatores além do estresse. São eles: ansiedade, insônia, depressão, irritabilidade, entre outros. De acordo com o psicoterapeuta e cirurgião plástico Russen Conrado, quanto aos homens em geral existe uma maior resistência para procurar serviços de atenção a tratamento psicoterápico. “Algumas vezes, a procura da “cura” ou da melhora dos sintomas inquietantes da mente somente acontece num nível de extremo comprometimento psíquico”, explicou o especialista.

É muito fácil para os pais deixar de lado os cuidados com a saúde mental. Mesmo aqueles que sabem sobre a importância da terapia e de outros tratamentos, podem ignorar as necessidades da mente e não levá-las a sério ao acreditar que cuidar da saúde mental não é preciso.

Diante disso, é muito importante que os pais levem os cuidados com a mente tão a sério quanto a paternidade, a saúde física e o trabalho. Pois o bom estado de saúde mental do pai é determinante no desenvolvimento pessoal de seus filhos.

 

Nesse Dia dos Pais, os editores do Jornal do Médico parabenizam a todos os pais, os verdadeiros heróis, por essa data tão especial!

 

 

Entrevistada:

Dra. Francinete Giffone

Médica pela Universidade Federal do Ceará, fezesidência médica em Psiquiatria, e possui Mestrado e Doutorado em Educação pela UFC. Além disso, também é especialista em Terapia Familiar Sistêmica. 

CREMEC:4460 RQE: 5947

 

 

 

Entrevistado:

Dr. Russen Moreira Conrado
Cirurgião plástico e psicoterapeuta

CREMEC: 5255 RQE: 1811

 

 

 

 

 

Confira mais conteúdo no programa do Jornal do Médico®️ com o Saúde em Pauta

 

 

Assine a NewsLetter, receba conteúdos relevantes e a revista digital do Jornal do Médico. https://bit.ly/3araYaa

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend