fbpx
Saúde infantil na pandemia

Saúde infantil na pandemia

Todos sabemos que desde o início da pandemia no Brasil, as crianças foram tiradas de sua rotina e passaram a ficar em casa sob a ameaça do novo coronavírus. Para os pequenos, entender de verdade o que está acontecendo no mundo é um grande desafio, e por isso cabe aos pais a tarefa de saber mais e cuidar da saúde dos filhos.

 

Diante do cenário atual, é muito importante manter atualizada a caderneta de vacinação da população infantil, pois além da crise ocasionada pela COVID-19, ainda existe o risco da deflagração de outras doenças, como o sarampo por exemplo, vírus altamente contagioso que já circula no território brasileiro.

 

Além da importância da vacina, também não podemos descartar os cuidados com a alimentação das criança nesse momento em que elas ainda permanecem em confinamento, já que as escolas permanecem fechadas, pois cerca de 13% das crianças brasileiras de cinco a nove anos sofrem de obesidade, segundo dados do Ministério da Saúde. Além disso, de acordo com um estudo publicado em 2017 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), há 124 milhões de crianças e adolescentes obesos em todo o mundo. Nesse período de quarentena, é crucial o incentivo de uma alimentação mais saudável juntamente da prática de atividades físicas.

 

Fora essas observações, ainda é preciso ter uma atenção mais voltada ao emocional das crianças, pois o impacto psicológico da pandemia depende da reação dos adultos em casa. Os pais devem dar o exemplo no controle do estresse e da rotina, explicar a situação aos filhos com honestidade, tranquilizá-lo em momentos tensos e consultar o médico pediatra para mais orientações sempre que necessário.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria

 

Confira mais conteúdo no programa do Jornal do Médico®️ com o Saúde em Pauta

 

 

Assine a NewsLetter do Jornal do Médico®️ e receba conteúdos relevantes no seu E-mail

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend