fbpx

Veja quais desafios o Ceará enfrentou com as epidemias antes da COVID-19.

Atualmente, o mundo inteiro está enfrentando a pandemia causada pela Covid-19, doença que já matou 316.277 pessoas em todo o planeta. Porém, o Ceará também já enfrentou diversos cenários epidêmicos ao longo dos anos e sofreu com surto de sarampo, foi assolado pela cólera, devastado pela varíola e agora, a Covid-19 já deixou 1.641 mortos em todo o estado. Atualmente, o maior números de casos se concentra na cidade de Fortaleza, capital.

Assim como as outras epidemias que o Ceará já precisou enfrentar, o novo coronavírus também tem gerado muito pânico e preocupação para as pessoas, porém, na época em que epidemias como a cólera e varíola atacaram o estado, era raro que os doentes conseguissem remédios e atendimento hospitalar, pois a maioria morria em casa, sem nem ao menos saber como tratar a doença. 

Atualmente, os estudos e a tecnologia bem mais avançados que no século 19 trazem esperança e amenizam uma situação que poderia estar sendo muito pior se vivida em 1877 por exemplo, ano em que se iniciou a epidemia de varíola no Ceará, aliada ao período de maior seca na história do estado e que matou quase 25 mil pessoas.

Quanto às expectativas para o fim da pandemia, ainda não é possível ter uma certeza de quando a situação no Ceará poderá voltar ao normal. Até o momento, tudo que se sabe é que a Covid-19 deixará marcas e poderá mudar o contexto da sociedade do mundo inteiro.

Fonte: Diário do Nordeste

 

Assine a Newsletter do Jornal do Médico®️ e receba conteúdos de qualidade e credibilidade.

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend