fbpx

"Tabaco – uma ameaça ao meio ambiente" é tema do Dia Mundial sem Fumo 2017

A cada hora, 23 pessoas morrem no Brasil em decorrência do tabagismo. Quem disse foi a Organização Mundial da Saúde (OMS), que criou em 1987 o Dia Mundial sem Fumo ou Dia Mundial de Luta Contra o Tabaco, comemorado todo 31 de maio. A data conscientiza sobre os perigos do tabaco para a saúde, que é responsável pela morte de 200 mil pessoas por ano no Brasil, além de gerar impactos socioambientais a nível nacional, segundo a OMS. O tema adotado neste ano pela Organização é “Tabaco – uma ameaça ao desenvolvimento”.
Ameaça ao desenvolvimento pessoal e ambiental, uma vez que os mais de 7 mil produtos químicos tóxicos que ficam nos resíduos de tabaco danificam o meio ambiente. A fumaça que sai deles, por exemplo, polui o meio ambiente gerando gases do efeito estufa. Por isso é importante que os 27,9 milhões de fumantes brasileiros parem de fumar. O que não é uma tarefa fácil, uma vez que o tabaco causa dependência física e psicológica, o chamado vício.
Dentre os riscos que o tabagismo pode causar à saúde, encontram-se infecções respiratórias, impotência sexual no homem, complicações na gravidez, doença coronariana, aneurismas arteriais, úlcera do aparelho digestivo, câncer no pulmão, bronquite, enfisema, infarto agudo do miocárdio, etc. Em decorrência das doenças coronarianas, fazer atividades físicas após ter fumado por muito tempo é perigoso, pois pode causar infarto. Daí a necessidade de fazer um check-up pulmonar e cardiovascular prévio antes de começar as atividades.
O Jornal do Médico incentiva a luta contra o tabaco.
 

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Send this to a friend