fbpx

Dia do Nutricionista: Entrevista com Mariana Cavalcanti

Nutricionista é o profissional responsável por melhorar e recuperar a saúde através da alimentação, indicando alimentos para serem adicionados, reduzidos ou removidos da dieta do paciente. Hoje, no dia 31 de agosto, celebramos o dia do nutricionista.

Por isso, hoje o Jornal do Médico traz uma entrevista com a profissional nutricionista Mariana Cavalcanti, formada na UniFanor Wyden e pós-graduanda em Prescrição de Fitoterápicos e Suplementos na Área Clínica e esportiva

Jornal do Médico: O que te fez seguir essa profissão de nutricionista?

Mariana Cavalcanti: Ser nutricionista para mim, e seguir essa profissão é me deixar ser eu, porque me identifiquei com a nutrição, nos diversos eixos que ela pode se encaixar, claro que uns com muito maior afinidade que outros, porém sempre disposta a aprender e aperfeiçoar meus conhecimentos quanto ao lado profissional! E enxergar que fiz/faço a diferença na vida das pessoas é muito satisfatório, ajudar a quebrar tabus, a ter uma melhor relação com a comida, consciência alimentar, vê pessoas confiando em meu trabalho, e lutando junto a mim para obter bons resultados (e falo isso nos diversos eixos que o profissional de nutrição pode atuar), e isso faz a gente saber que faz a diferença no mundo, que sua mensagem está sendo transmitida e captada de alguma forma, e isso é o resultado de um trabalho bem feito, combustível para continuar!

 

Jornal do Médico: Qual a importância de um Nutricionista?

Mariana Cavalcanti: O nutricionista exerce importantes papeis em relação as suas diversas áreas aqui já falada. Mas no geral, torna-se importante o nutricionista na sociedade como um todo, desde os cuidados a nível de agroindústria, da terra até chegar a sua mesa com qualidade e valor nutricional, como a importância desse profissional antes da fecundação até seus últimos dias de vida (Estudos apontam que a alimentação e estilo de vida dos pais está ligada com o desenvolvimento dos seus descendentes antes mesmo da fecundação).

 

Jornal do Médico: Quais as áreas de atuação do nutricionista e em qual está no momento?

Mariana Cavalcanti: De acordo com RESOLUÇÃO CFN Nº 600, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2018, o profissional de nutrição pode atuar em seis grandes áreas, são elas:

  • Nutrição em Alimentação Coletiva.
  • Nutrição Clínica.
  • Nutrição em Esportes e Exercício Físico.
  • Nutrição em Saúde Coletiva.
  • Nutrição na Cadeia de Produção, na Indústria e no Comércio de Alimentos.
  • Nutrição no Ensino, na Pesquisa e na Extensão.

Dentro dessas grandes áreas, temos uma espécie de ramificações o que chamamos de subáreas e subsegmentos.

Hoje, atuo em duas áreas da nutrição, Nutrição Clínica, onde atendo em consultório e domiciliar através de agendamento, e Nutrição na Cadeia de Produção, na Indústria e no Comércio de Alimentos, onde atuo de duas formas, uma em uma empresa de produtos orgânicos, fazendo seu beneficiamento, no controle de qualidade e a outra como Consultoria Nutricional, prestando a empresas de alimentação a confecção de pop’s, manual de boas práticas e treinamento.

 

Jornal do Médico: Como é o seu dia-a-dia como nutricionista?

Mariana Cavalcanti: Trabalho fixo 20 horas semanais em uma empresa de produtos orgânicos, me sobrando tempo para consultório, consultorias e estudo.

 

Jornal do Médico: Qual o fator mais comum que faz as pessoas buscarem a ajuda de um profissional nutricionista?

Mariana Cavalcanti: Hoje, falando em âmbito de clínica, a maior procura pelo profissional da nutrição ainda é em busca do emagrecimento, seguido por alguma restrição alimentar devido a patologias diversas e por último, não menos importante (na minha opinião o mais importante), a busca por um estilo de vida saudável.
E a procura pelo profissional da nutrição fora desse eixo tem crescido muito nos últimos tempos, como a busca por consultoria, coaching nutricional, elaborações de cardápios e fichas técnicas, responsabilidade técnica, enfim, o profissional de nutrição não se limita apenas a vestir jaleco e lhe da com pacientes em âmbito hospitalar e/ou consultório, ser nutricionista vai além dessa limitação comum que a sociedade criou.
O nutricionista deve ser respeitado em qualquer área de atuação.

Assine a Newsletter e receba conteúdos no seu e-mail.

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend