fbpx

O crescimento das Residências de Emergência

Atualmente, no Brasil, existem mais de 10 escolas formando médicos emergencistas.
A diminuição da mortalidade, a redução de complicações e uma taxa de permanência menor nos internamentos do Departamento de Emergência (DE) são alguns dos desfechos benéficos para os pacientes, mediante a capacitação do médico emergencista.
Os programas de residência, no Brasil, multiplicaram-se e hoje são mais de 10 espalhados pelo território nacional. Dessa forma, abrem-se novas perspectivas para os profissionais que trabalham em um setor tão frágil e importante da saúde, visando ao aprimoramento do atendimento da população em situações delicadas.
Para mais informações a respeito do assunto na edição impressa, acesse o conteúdo digital pelo nosso portal (https://goo.gl/nx1XHf) ou aplicativo Jornal do Médico, disponível nas plataformas AppStore  e GooglePlay.
Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend