fbpx

Dia de prevenção e combate à Hipertensão

26-04-2019-01

As Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) são consideradas um grande problema de saúde global, uma verdadeira ameaça à saúde e ao desenvolvimento humano, estando propenso a contribuir para o surgimento de outros grupos de doenças, como por exemplo obesidade, doença renal, diabetes mellitus, doença cardiovasculares em geral e outras.
Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é considerada uma epidemia nos dias atuais, de acordo com o Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas. Por Inquérito Telefônico (VIGITEL) de 2017, a prevalência de hipertensão foi de 24,3% em 2017.
A pressão arterial é a força que o sangue faz contra as paredes das artérias para conseguir circular pelo corpo, então é importante que se tenha pressão, para que o sangue tenha força para circular pelo nosso corpo chegando até nossas extremidades, contudo, nosso organismo é super sensível as variações aumentadas dessa pressão, podendo comprometer a funcionalidade de diversos órgãos. Por tanto é importante que tomemos medidas como aferir a pressão com regularidade (principalmente se você já é portador da doença ou pré hipertenso), atrelando com hábitos diários saudáveis, como por exemplo atividade física e cuidados com a alimentação. Recomenda-se acompanhamento nutricional para quem porta HAS para garantir a melhora da qualidade de vida.
Já não é novidade o quanto a alimentação está vinculada a essa patologia, e diante disso listei orientações importantes, tanto na prevenção quanto no tratamento da doença.
– Procure sempre por uma alimentação balanceada e equilibrada.
– Consuma ao longo do seu dia pelo menos 3 porções de frutas.
– Tenha prática de comer hortaliças diariamente. (3 porções)
– Mantenha-se hidratado.
– Não abusar do sal, utilizando temperos naturais que ressaltam o sabor dos alimentos.
– Evitar industrializados, pois contém uma elevada quantidade de sódio.
– Reduzir a ingestão de carne vermelha, dando maior ênfase a peixe, ovos, frango.
– Evitar frituras e excesso de gordura.
– Fazer opções de gordura mais saudável como azeite de oliva, banha de porco, óleo de peixe.
– Fazer escolhas de laticínios com baixo teor de gordura.
– Praticar atividade física regular.
– Procurar estar mais ativo diariamente, como preferir subir as escadas, andar, bicicleta, patins, caminhar.
– Aproveitar momentos de lazer, deixando o estresse de lado.
– Abandonar o fumo.
– Moderar o consumo de álcool.
– Controlar o diabetes.
EVITE:
– Fumo
– Consumo de bebidas alcoólicas
– Obesidade
– Estresse
– Elevado consumo de sal
– Níveis altos de colesterol
– Falta de atividade física;
NUNCA ESQUEÇA: QUEM SE CUIDA VIVE MAIS!
E é possível sim ter uma vida NORMAL sendo diagnosticado com HAS.
Consulte seu nutricionista, visite sempre seu médico.

Mariana Cavalcanti

24 anos, formada pela instituição UniFanor Wyden 2017.1, pós-graduanda em Prescrição de Fitoterápicos e Suplementos na Área Clínica e Esportiva.

Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend