fbpx

TBT – Mastite, artigo por Dr. Idelfonso Carvalho

Mastite

A mama é formada por dois compartimentos de tecidos, sendo um de tecido glandular e o outro de tecido mesenquimal. Nesse contexto estrutural, ocorre as mastites. Este quadro aparece como uma inflação que geralmente vem acompanhada de dor, edema, vermelhidão e calor local. E o desfecho
final pode ser uma infecção.
A infecção do tecido mamário traz um grande desconforto para a paciente, pois a dor tira a qualidade de vida da paciente enquanto esta patologia não se resolve completamente. Além disso, pode ocorrer abcesso nos tecidos mamários comprometidos. Quando a patologia chega nesse estágio a paciente está no seu nível máximo de medo e stress. Felizmente a mastite seguida de um abcesso não é um quadro muito comum, ou seja, ocorre com baixa frequência na população geral.
A mastite é mais comum nas mulheres que estão amamentando e ocorre devido a obstrução
dos ductos lactíferos. O que fazer para prevenir essa patologia durante a amamentação? Primeiro, a mulher que está amamentando, deve esvaziar a mama sempre uma mama e depois a mama contralateral, aumentar a frequência das mamadas e evitar o uso de roupas apertadas. É importante
citar que, esta patologia pode ocorrer também em homens e em mulheres e fora do período da amamentação. Neste caso, as fissuras nos mamilos e o envelhecimento do tecido mamário são os responsáveis por propiciar o aparecimento desta patologia. É importante frisar que ao primeiro sintoma
ou sinal de uma possível mastite, a paciente deve procurar um mastologista para que ele possa fazer a condução adequada de cada caso.

Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Send this to a friend