fbpx

Guerra e Paz, Candido Portinari

Ana

Guerra e Paz são dois imensos painéis de 14 metros de altura por 10 de largura, cada, produzidos pelo pintor brasileiro Candido Portinari (1903-1962) e instalados, em 1957, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York. Os painéis foram encomendados a Portinari pelo governo brasileiro para serem presenteados à ONU e, antes de partir, em 1956, foram expostos no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, com a presença do então presidente Juscelino Kubitschek.
Em 1957, na inauguração dos painéis na ONU, as autoridades dos Estados Unidos não permitiram a entrada de Portinari no país para participar do evento, porque ele era ligado ao Partido Comunista Brasileiro. Quanta cegueira!
Os painéis foram pintados entre 1952 e 1956 e , nesse período, Portinari recebeu o diagnóstico de saturnismo, doença causada pela intoxicação do chumbo, substância presente nas tintas que ele utilizava. Apesar de a proibição dos médicos, Portinari continuou a pintar e terminou morrendo em consequência da intoxicação.
Para mais informações a respeito do assunto na edição impressa, acesse o conteúdo digital pelo nosso portal ou aplicativo Jornal do Médico, disponível nas plataformas AppStore  e GooglePlay.

Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Send this to a friend