fbpx

Dia Mundial Sem Tabaco

Celebrado em 31 de maio, a data ressalta os riscos do consumo do tabaco para a saúde e impulsiona políticas eficazes de redução de consumo.Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo do tabaco é a segunda maior causa de morte,ficando atrás somente da hipertensão, e é responsável pela morte de um em dez adultos.
O consumo de tabaco mata quase seis milhões de pessoas por ano, das quais mais de 600 mil óbitos resultam da exposição ao fumo passivo. O tabaco continua a ser uma das principais causas de morte.
Quando o fumante dá uma tragada, a nicotina é absorvida pelos pulmões, chegando ao cérebro aproximadamente em nove segundos, afetando diretamente o sistema nervoso central, causando a elevação leve no humor (estimulação) e diminuição do apetite. A nicotina é considerada um estimulante leve, apesar de um grande número de fumantes relatar sensação de relaxamento quando fumam. Essa sensação é provocada pela diminuição do tônus muscular. O tabaco, quando usado ao longo do tempo, pode provocar o desenvolvimento de tolerância, ou seja, a pessoa precisa consumir um número cada vez maior de cigarros para sentir os mesmos efeitos que, originalmente, eram produzidos por doses menores.
Alguns fumantes, quando suspendem repentinamente o consumo de cigarros, podem sentir:

  • Fissura (desejo incontrolável de fumar),
  • Irritabilidade,
  • Agitação,
  • Prisão de ventre,
  • Dificuldade de se concentrar e manter atenção,
  • Sudorese,
  • Tontura,
  • Insônia,
  • Inquietação e
  • Dor de cabeça.

Para mais informações acesse os sites da Organização Mundial da Saúde e Delegacia de Narcóticos do Paraná

Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

 

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend