fbpx

Primeira cirurgia fetal com útero exposto no Ceará é realizada na Maternidade-Escola

A cirurgia, de alta complexidade, mobilizou todo o hospital e envolveu mais de 20 profissionais de saúde altamente especializados, entre médicos neurocirurgiões pediátricos, obstetras fetólogos, anestesiologistas e neonatologistas, além de farmacêuticos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.O procedimento foi um sucesso: mãe e bebê se recuperam muito bem e seguirão monitorados até o nascimento.
A cirurgia, inédita no Estado, foi realizada na Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC), do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, no último domingo, dia 26 de maio de 2019. Coordenado pelos professores de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) Edson Lucena e Herlânio Costa, o procedimento foi viabilizado com a vinda de quatro médicos de São Paulo: os neurocirurgiões Sérgio Cavalheiro e Italo Suriano e os obstetras fetólogos Antonio Fernandes Moron e Maurício Barbosa, além da participação do neurocirurgião pediátrico Eduardo Jucá e da anestesiologista Fernanda Castro e equipe.
Também conhecida como espinha bífida aberta, a mielomeningocele é uma malformação congênita da coluna vertebral do bebê em que as meninges, a medula e as raízes nervosas estão expostas. O defeito surge antes da 8ª semana de gestação, durante a fase de formação dos órgãos. Se não corrigido, traz graves sequelas no desenvolvimento neurológico da criança. As causas são multifatoriais, podendo ser genéticas ou ambientais.A Sociedade Brasileira de Neurocirurgia estima que a cada 1.000 nascimentos, 1 a 10 bebês podem ter essa condição.
A principal inovação na técnica utilizada na cirurgia de bebê é que ela é feita “a céu aberto”, ou seja, os médicos colocam o útero da paciente para fora e fazem uma pequena incisão nele, através da qual operam a coluna do feto. Em seguida, fecham as incisões e o útero é inserido novamente no abdômen da mãe. A gestação segue normalmente até o nascimento do bebê, geralmente prematuro.
Para maiores informações acesse o site  O povo

Para mais mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais pelo App, Facebook, Instagram e Blog.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Send this to a friend