fbpx

COAPH oferece curso especial para famílias de pacientes com Atrofia Muscular Espinhal (AME)

O Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP) da COAPH apoiou um curso de primeiros socorros em Home Care, dedicado ao cuidado de pessoas com AME (Atrofia Muscular Espinhal) – realizado pela ABRAME. O curso foi direcionado a profissionais, familiares e cuidadores, e contou com a participação de médicos e enfermeiros especialistas no
assunto. Ocorreu no 12 de novembro de 2019, no horário das 8h às 17h, na sede da COAPH: Rua Marcondes Pereira, 1065, Dionísio Torres.

A atrofia muscular espinhal (AME) é uma doença neuromuscular caracterizada por degeneração e perda de neurônios motores da medula espinal e do tronco cerebral, resultando em fraqueza muscular progressiva e atrofia. Hipotonia, paralisia, arreflexia, amiotrofia e miofasciculação constituem os sinais definidores da doença.
A AME é a segunda doença recessiva letal mais comum em caucasianos (pessoas de pele branca com origem europeia), com uma incidência estimada de 1 em 10.000 nascidos vivos. Nenhuma das formas da doença tem cura definitiva. No entanto, alguns cuidados são indispensáveis nos pacientes afetados, que ajudam a manter a função
muscular: fisioterapia e aparelhos ortopédicos. O diagnóstico clínico e a confirmação genética são de fundamental importância, para que estes cuidados se iniciem o mais cedo possível.
A AME é uma doença genética e hereditária, causada por mutações no gene SMN1.
Aproximadamente 95% dos indivíduos afetados apresentam a deleção de ambas as cópias do gene (uma cópia transmitida pela mãe e a outra pelo pai). O treinamento será ministrado pelos renomados médicos Dr. Kitt Rôla, Dr. Reinaldo Barroso e Dra. Valéria Freitas, bem como pelos enfermeiros Denilson Félix e Débora Moreira.
O Diretor do Núcleo de Capacitação e Ensino da COAPH,Dr. Kitt Rôla, uma referência nas áreas de saúde emergencial e home-care, conduziu o treinamento, que contou com mais de 30 familiares e parentes de pacientes com AME, bem como com a participação de enfermeiros, médicos e interessados. O Dr. Rôla destacou a importância dessa qualificação, em épocas onde os paradigmas de inclusão e cuidados humanizados se tornam determinantes para a saudável convivência.
O treinamento foi coberto pela TV Cidade, canal 8, também filial da TV Record no Ceará.

Platinum Comunicação
César A. Martín
(85) 98857-7501 – imprensacesaramartin@gmail.com

 

Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend