fbpx
Fane News Dia da Mentira Primeiro de Abril

Primeiro de Abril, Fake News e o Novo Coronavírus

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19), trouxe ainda mais movimentação de fake news, sendo compartilhado diariamente por toda a internet assuntos para influenciar a sociedade, órgãos públicos e profissionais da saúde. As notícias Fake que superficialmente podem parecer verdade possuem muitas vezes conteúdos bem absurdos e vem circulando na web com muita força onde pessoas que acabam acreditando fazem-a circular entre as suas redes de contatos com conteúdos relacionados a números, dicas e recomendações e até mesmo em “curas milagrosas” da doença. Desse modo, as plataformas de checagem desses fatos são de grande ajuda nesse momento, evitando o aumento de situações prejudiciais como pânico na sociedade, desinformação sobre a quarentena, os cuidados com a doença, além de auxiliar em evitar possível colapso no sistema de saúde público e privado.

 

Conferir a veracidade de informações duvidosas, principalmente sobre o coronavírus podem ser encontradas nas plataformas de acesso gratuito na web, onde as fontes são apuradas em um texto jornalístico, e dependendo do levantamento, é possível descobrir se as informações sobre o coronavírus que circulam no WhatsApp, Facebook, Instagram e demais plataformas digitais são verdadeiras ou se trazem algum nível de distorção, o que propaga ainda mais pânico entre os usuários da internet, já que muitos acreditam fielmente na primeira notícia que veem sobre a doença que tem se espalhado por todo o mundo.

 

Atualmente, diversas agências, sites ou iniciativas coletivas oferecem checagem de notícias compartilhadas. As principais plataformas online que ajudam a descobrir se um link contém fake news são; Fato ou Fake, Comprova, Agência Pública, Aos Fatos e Fake Check. Existem outras plataformas que também estão dispostas a mostrar a verdade e só é preciso acessá-las sempre que tiver dúvidas a respeito de uma matéria lida na web, e principalmente antes de compartilhar com outras pessoas. Pois a velocidade que a internet traz pode acarretar diversos problemas, além de engrandecer informações que não condizem com a realidade, além de ser crime.

 

Eis as plataformas para checagem de conteúdos duvidosos:

 

  • Ministério da Saúde (coronavírus Fake News)

https://www.saude.gov.br/component/tags/tag/novo-coronavirus-fake-news

 

  • Ministério da Saúde (Fake News)

https://www.saude.gov.br/fakenews

 

  • E-Farsas

https://e-farsas.com

 

  • Boatos.org

https://boatos.org

 

  • Agência Pública – Truco

https://apublica.org

 

  • Revista Saúde (editora abril)

https://saude.abril.com.br/blog/e-verdade-ou-fake-news/

 

  • Fato ou Fake (21) 97305-9827 Whats App

https://g1.globo.com/fato-ou-fake/

 

  • Comprova (11) 97795-0022 WhatsApp

https://projetocomprova.com.br

 

  • Fake Check – Detector de Fake News (16) 98112-8986 Whats App

https://nilc-fakenews.herokuapp.com

 

  • Aos Fatos (21) 99956-5882 WhatsApp

https://aosfatos.org

 

Nesse primeiro de abril, dia da mentira, os editores do Jornal do Médico®  ressalta que é muito importante que sejam sempre feita a checagem de fatos duvidosos antes do seu compartilhamento, pois assim, a FakeNews não ganha força sobre uma notícia verídica, contribuindo para uma saúde mais segura tanto para o sistema, gestores, usuários e profissionais envolvidos, além de toda sociedade.

 

Assine a NewsLetter do Jornal do Médico®️ e receba esse e outros conteúdos relevantes no seu E-mail: http://bit.ly/32Rsq5b

 

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Send this to a friend