fbpx
Gestação e os cuidados com a saúde em tempos de pandemia

Gestação e os cuidados com a saúde em tempos de pandemia

O período de gestação é um momento de muita alegria, e a ansiedade pela chegada do bebê domina todas as emoções da mulher nessa fase da sua vida. Porém, diante dos desafios do cenário atual que o mundo inteiro tem enfrentado devido a COVID-19, a gravidez está sendo, para a maioria das mulheres, um momento de muita preocupação com a saúde, seja a sua ou do bebê, pois a pandemia do novo coronavírus tem despertado medo e muita tensão nas gestantes que estão se preparando para o tão esperado nascimento do filho.

Nesse momento, as dúvidas e angústias sobre os cuidados com a saúde antes, durante e depois do parto tem trazido uma série de questionamentos para as futuras mães.  Muitas não sabem quais os riscos da doença durante a gravidez ou tem receio de saírem de casa para irem às consultas de pré-natal. Entretanto, em meio a essa crise, é muito importante que as gestantes continuem o acompanhamento com seu obstetra para garantirem uma gestação tranquila e um parto saudável.

A universitária Ângela Mattos, de 19 anos, está no 4° mês de gestação e já aguarda com muita expectativa pelo nascimento do bebê, porém admite que está com um pouco de medo também. De acordo com Ângela, ela tem seguido o pré-natal corretamente durante a pandemia, o que é fundamental para uma melhor avaliação da sua saúde e do bebê durante a gestação. “Estou indo até as consultas, lá eles tomam muito cuidado e sempre higienizam toda a sala antes da entrada das pacientes”, afirmou. Dessa forma, Ângela se sente mais segura para ir até seu médico. Além disso, a jovem tem mantido o isolamento social, saindo apenas para as consultas, e não descarta o uso de máscara e álcool em gel para evitar a contaminação. Fora todos os cuidados com a higiene, Ângela conta que também aderiu mudanças a sua alimentação, o que tem trazido mais qualidade de vida e benefícios a sua gravidez. “Melhorei bastante minha alimentação, estou comendo mais frutas e legumes, e por algum motivo desenvolvi uma aversão por algumas frituras.”, falou a jovem.

Quanto aos perigos da COVID-19 na gravidez; os dados ainda não são claros e a ginecologista Marjorie Motta explica que os riscos são os mesmos que para as demais pessoas. “Os estudos sobre esse assunto ainda estão surgindo, porque essa é uma doença nova, e até o momento sabemos que a infecção por COVID-19 nas gestantes, assim como qualquer outra virose quando não tratada de forma rápida, pode levar algumas mulheres a um trabalho de parto prematuro.”, explicou a médica. Com isso, os cuidados com a higiene, assim como o isolamento social, devem receber a devida atenção e serem levados a sério pelas gestantes. Ainda segundo Dra. Marjorie, a mãe infectada pelo coronavírus e que já teve o bebê precisa manter alguns cuidados quanto a amamentação. “A mãe infectada pela COVID-19 pode amamentar usando máscara e mantendo a higiene das mãos, porém, se ela não se sentir confortável com isso, ela pode fazer a ordenha manual e dar o leite para o recém-nascido. Não existe vírus no leite materno”, contou.

Dessa forma, é possível manter em segurança a saúde da mãe e do bebê durante a gestação e após o parto em meio a esse período tão difícil de pandemia. Manter o isolamento social e continuar com o pré-natal corretamente, são essenciais para que a mulher tenha uma gravidez segura e tranquila nesse momento. Consulte seu médico obstetra para mais informações.

Confira mais conteúdo no programa do Jornal do Médico®️ com o Saúde em Pauta

 

Assine a Newsletter e receba conteúdos com credibilidade no seu e-mail

 

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend