fbpx

Câncer de Próstata – Tempo de cuidar do mais importante, sua saúde

A próstata é um órgão enigmático, desempenha importantes funções principalmente no homem jovem, quando tem papel triunfal na reprodução, ao produzir o líquido seminal, que servirá de meio de transporte e permitirá a sobrevivência dos espermatozóides. No homem maduro, entretanto pode ser o sítio de importantes doenças, como por exemplo o câncer de próstata, enfermidade que surge em aproximadamente 10% dos homens com 50 anos, 30% daqueles com 70 anos e em quase todos os que chegarem aos 100 anos de idade.

Muitos estudos científicos já foram realizados, mas a luz dos conhecimentos mais atuais, não existe fórmula mágica ou algum elixir que possa impedir o surgimento deste mal. O rastreamento e avaliação inicial são realizados através de dois exames bastante simples: o toque retal e a dosagem no sangue do “Antígeno Prostático Específico” (PSA). Juntos eles podem ajudar a identificar cerca de 75% dos portadores de câncer de próstata, enquanto que isoladamente perdem acurácia.

Atualmente, existem ferramentas modernas para o efetivo diagnóstico do câncer de próstata, que é realizado através da Biópsia de Próstata guiada por Ultrassom. A Ressonância Magnética permite identificar com precisão áreas suspeitas de câncer na próstata. Já existe um aparelho que permite a fusão das imagens da ressonância com o ultrassom em tempo real na biópsia no momento da coleta dos fragmentos prostáticos, tecnologia que permite um diagnóstico mais preciso e acurado da área suspeita de tumor.

Após o diagnóstico do câncer de próstata, a Cintilografia Óssea e o PET-CT PSMA (Tomografia de Emissão de Pósitrons com Antígeno Prostático Específico de Membrana) são exemplos de exames que, quando bem indicados pelo médico, auxiliam na avaliação gravidade da doença. Importante frisar que estes testes mais modernos não substituem o toque retal e o PSA, mas que são complementares.

O tratamento deste mal depende da extensão da doença, abrange desde de tumores indolentes que não precisam ser tratados num primeiro momento, até situações de doença avançada que a terapêutica terá pouco sucesso, por isso a importância do diagnóstico precoce. O tratamento cirúrgico com a Prostatectomia Radical é bem indicado para os tumores localizados e para alguns casos selecionados de tumores mais avançados. Ela pode ser realizada de maneira minimamente invasiva, através da tecnologia robótica, que se alicerça na interação entre o cirurgião e o robô, que replica com precisão os movimentos da mão humana, apresentando sete graus de liberdade de movimento, ausência de tremor e elevada eficácia. O sistema de vídeo de alta definição (HD) em 3D fornece ao cirurgião uma visão perfeita e ampliada dos órgãos internos, o que permite uma completa ressecção da próstata com o tumor, preservando as estruturas nobres adjacentes.

O câncer de próstata na sua fase inicial não apresenta sintomas. Apenas os exames de rastreamento podem detectar precocemente esta doença, que quando diagnosticada na fase inicial tem chances de até 90% de cura. Em virtude disso, recomenda-se uma primeira visita ao urologista a partir dos 40 anos de idade, momento que serão realizadas orientações, intervenções preventivas e programação do acompanhamento urológico. A simplicidade desta recomendação esbarra muitas vezes no preconceito ou mesmo no desconhecimento, mas sem dúvida é muito importante e salvar vidas.

 

Sobre o autor:

Dr. Hidelbrando Mota Filho é Urologista com especialização em Uro-Oncologia, Cirurgia Robótica e Cirurgia Laparoscópica Minimamente Invasiva com treinamento nos melhores centros do Brasil e da França.
Possui especialização em Cirurgia Robótica no Hospital Alemão Oswaldo Cruz em São Paulo e Felowship na Clinique Saint-Augustin em Bordeaux na França. Atualmente, Dr. Hidelbrando é Coordenador Científico da Sessão Clínica do Serviço de Urologia da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza e possui atuação profissional no Hospital Monte Klinikum, no Centro de Oncologia Leonardo Da Vinci e no Oncocentro Ceará no Hospital São Carlos.
Para saber mais sobre o Dr. Hidelbrando Mota Filho visite o site Cirurgia Robotica Urologia ou acesse o instagram @urologia.cirurgiarobotica.
Assine a NewsLetter, receba conteúdos relevantes e a revista digital do Jornal do Médico. https://bit.ly/3araYaa

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend