fbpx

Como funciona o teste de COVID-19?

Pode levar dias até que uma nova infecção apareça em um teste da Covid-19.

“Nós sabemos que o período de incubação para Covid-19 é de até 14 dias. E antes disso, você pode ter um teste negativo e não apresentar sintomas”, disse a médica de emergência Dra. Leana Wen à CNN. “Mas você pode realmente estar abrigando o vírus e ser capaz de transmiti-lo a outras pessoas.”

Portanto, se você quiser fazer o teste por precaução antes de ver amigos ou familiares, aqui está o que você precisa saber:

 

Se eu fosse infectado ontem, o teste de hoje detectaria isso?

Provavelmente não. Um estudo publicado na revista médica Annals of Internal Medicine examinou resultados de testes falso-negativos de pessoas que realmente tinham Covid-19.

O estudo estimou que durante quatro dias de infecção antes do início dos sintomas, a probabilidade de obter um resultado de teste incorreto ou negativo no Dia 1 era de 100%.

No dia em que as pessoas começaram a apresentar sintomas, a taxa média de falsos negativos caiu para 38%, de acordo com o estudo. Três dias após o início dos sintomas, a taxa de falsos negativos caiu para 20%.

“O vírus leva tempo para se replicar no corpo a níveis detectáveis”, disse Justin Lessler, autor sênior do estudo e professor associado de epidemiologia na Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg.

“Você pode ser infectado por apenas algumas partículas virais, mas elas não serão detectadas até que tenham tempo de se replicar em níveis adequados para serem detectados”, disse ele à CNN.

Então, quantos dias uma pessoa deve esperar após uma possível exposição para fazer o teste?

“Não existe uma regra rígida e rápida, mas as evidências sugerem que fazer um teste antes do terceiro dia após a exposição não é muito útil”, disse Lessler.

 

Posso ser contagioso durante o teste negativo?

Absolutamente sim. “As pessoas acham que, se os testes forem negativos, então estarão fora de perigo. E não estarão”, disse a Dra. Rochelle Walensky, chefe da divisão de doenças infecciosas do Massachusetts General Hospital.

Para as pessoas que adoecem com a Covid-19, os sintomas podem levar até duas semanas para aparecer, mas o tempo médio é de cerca de cinco dias, disse Walensky. “Geralmente se pensa que se é mais infeccioso dois dias antes da infecção e nos dois dias depois”, disse ela.

Uma razão pela qual esse vírus se espalha tão facilmente, é porque as pessoas podem ser infecciosas sem nenhum sintoma. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos estimam que 40% das infecções são assintomáticas e 50% das transmissões acontecem antes do início dos sintomas.

“Isso está entre os maiores calcanhares de Aquiles da Covid-19. E está entre os maiores desafios e as coisas inesperadas, porque com outros coronavírus isso não é verdade”, disse Walensky.

“A razão pela qual fomos capazes de controlar o surto de SARS tão rapidamente, embora obviamente tenha havido muitas mortes lá, mas que não se transformou em uma pandemia mundial, é porque as pessoas não estavam disseminando o vírus até que apresentassem os sintomas. ”

 

Diferentes tipos de testes da Covid-19 são importantes?

Quando se trata de testes de diagnóstico, aqueles que detectam se você tem uma infecção ativa por coronavírus, existem dois tipos principais:

Os testes moleculares, como os testes de RT-PCR, procuram o material genético do vírus. A maioria desses testes é realizada com swabs nasais ou de garganta, embora alguns possam ser feitos com saliva, afirma o US Food and Drug Administration.

“Este teste é tipicamente de alta precisão e geralmente não precisa ser repetido”, diz o FDA. Mas a desvantagem do teste molecular é que os resultados podem demorar um pouco, desde o momento da coleta até uma semana após o teste.

“Para as pessoas que apresentam sintomas, até agora os estudos mostram que a precisão do teste molecular para encontrar um caso positivo aumenta a cada dia após a exposição”, disse Pia MacDonald, epidemiologista de doenças infecciosas do instituto de pesquisa sem fins lucrativos RTI International. Mas para pessoas infectadas que não apresentam sintomas, as taxas de precisão são menos claras, disse ela. “Os estudos de desempenho em testes moleculares em pessoas assintomáticas são muito limitados.”

Os testes de antígenos costumam ser conhecidos como testes rápidos (embora alguns testes moleculares também sejam rápidos). Os testes de antígenos não são testes de anticorpos, que indicam se você já teve o vírus e já desenvolveu anticorpos contra a infecção.

Os testes de antígenos não procuram o material genético do vírus, como fazem os testes moleculares. Em vez disso, procuram proteínas específicas na superfície do vírus. A boa notícia é que se pode obter os resultados do teste de antígeno em menos de uma hora. A má notícia é que é mais provável que se obtenha resultado um falso negativo com um teste rápido de antígeno.

“Os resultados positivos geralmente são altamente precisos, mas os resultados negativos podem necessitar de confirmação com um teste molecular”, diz o FDA. “Os testes de antígenos têm maior probabilidade de não detectar uma infecção ativa por coronavírus em comparação com os testes moleculares.”

Isso pode ajudar a explicar parte da recente disseminação da Covid-19 vinculada à Casa Branca. Embora os membros da equipe próximos ao presidente Donald Trump e ao vice-presidente Mike Pence sejam testados com frequência, os funcionários da Casa Branca costumam usar testes rápidos de antígenos, que geralmente apresentam uma taxa maior de falsos negativos do que os testes moleculares.

 

Independentemente do tipo de teste de diagnóstico que se use, geralmente é mais provável que se obtenha um falso negativo do que um falso positivo. “Se um teste molecular for positivo, é um reflexo preciso de uma pessoa infectada”, disse MacDonald. “Se for negativo, é menos confiável que a pessoa seja realmente negativa. O mesmo se aplica aos testes de antígeno.”

 

Posso me testar em casa?

Sim. Existem alguns kits de teste caseiros disponíveis, como o teste molecular Everlywell da Covid-19. Os usuários pegam suas próprias amostras de swab nasal e as enviam para um laboratório, que enviará os resultados digitalmente em 24 a 48 horas após o recebimento das amostras.

Mas fazer qualquer tipo de teste de Covid-19 muito cedo, pode deixar de detectar uma infecção, disse o Dr. Frank Ong, diretor médico e científico da Everlywell. “À medida que a capacidade de teste continua a aumentar, mais e mais indivíduos assintomáticos ou levemente sintomáticos têm se submetido ao teste, a maioria dos quais provavelmente tem cargas virais mais baixas em suas amostras clínicas”, disse ele.

“Meu melhor conselho é tratar-se como se você provavelmente estivesse infectado após a suspeita de exposição. Faça quarentena, use uma máscara para cobrir o nariz e a boca, e pratique boas práticas de higiene. Se você deseja tomar precauções extras ou acredita que pode ter sido exposto, faça o teste do vírus usando um teste padronizado para a Covid-19. ”

 

Então, o que devo fazer se quiser ver amigos ou parentes nos feriados?

 Se você insiste em ver seus entes queridos, ficar em quarentena por 14 dias antes é provavelmente sua aposta mais segura, disse Walensky. Uma quarentena de 14 dias, com uma quarentena real, se você fizer isso corretamente, você não precisa de um teste, disse ela. Essa é provavelmente a maneira mais segura de fazer isso. Mas para ser claro: guardar quarentena significa ficar em casa. Fazer compras e ficar em quarentena não pertencem à mesma frase, disse Walensky.

Adicionar os testes à sua lista de precauções “é uma coisa útil, mas apenas se for feito corretamente”, disse ela. “E se você não sabe exatamente quando ou como usá-lo, então você pode estar se preparando para uma falsa sensação de segurança.” Lessler concordou que a quarentena é a melhor prevenção e os testes devem ser feitos de forma inteligente. “Então, se você pretende visitar um membro da família idoso e tem um risco razoável de ter sido exposto, não há substituto para 14 dias de quarentena”, disse Lessler.

“No mínimo, eu esperaria 10 dias e aguardaria um teste negativo. Se você estiver visitando um membro da família mais jovem e saudável e tiver pouca chance de ter sido exposto antes ou durante a viagem, então 5 ou 7 dias de quarentena e mais um teste negativo, seria recomendado. O teste provavelmente reduz bastante o risco, embora não haja garantia de segurança. De qualquer forma, você definitivamente deve permanecer em quarentena enquanto aguarda os resultados do teste, e certificar-se de que todos com quem você está se reunindo estejam na mesma prática de prevenção para controlar o risco de infecção.”

 

Já houve casos de disseminação do coronavírus dentro das famílias, poucos dias depois que uma pessoa deu um resultado negativo, disse o Dr. Michael St. Louis, membro da Equipe de Orientação da Comunidade do CDC. Ele disse que todos devem se lembrar de tratar familiares de diferentes famílias da mesma forma que trataria amigos não aparentados ou colegas de trabalho durante esta pandemia.

Claro, a melhor maneira de ajudar a garantir a segurança de todos os seus entes queridos é celebrar o feriado à distância. “Tenho três filhos … E meus pais não vão se juntar a nós este ano”, disse Walensky. “É simplesmente horrível. Mas o que eu realmente espero é que meus pais sejam muito saudáveis ​​e eu nunca me perdoaria se os colocasse em perigo. E estou ansioso por um 2021 quando poderemos ficar juntos.”

O CDC sugere comemorar o feriado com seus entes queridos virtualmente online. Você também pode fazer os pratos tradicionais e entregá-los “de uma forma que não envolva contato” para parentes, vizinhos ou pessoas que possam estar se sentindo solitárias. Walensky disse que os pequenos sacrifícios feitos neste feriado ajudarão a garantir que todos tenham saúde o suficiente para se sentar à mesa nos feriados dos próximos anos.

“Pelo menos eles estarão lá no próximo ano, enquanto o comportamento irresponsável agora pode significar que eles não estarão mais aqui depois”, disse ela. “Vamos fazer isso para que possamos ter uma chance muito melhor de estar juntos em torno da mesa, saudáveis, em 2021.”

 

Referente ao artigo Não tenha uma falsa sensação de segurança com o teste da Covid-19. Veja por que você pode testar negativo, mas ainda assim estar infectado e contagioso. Publicado em Health da CNN 

 

Dylvardo Costa

 

 

Autor: 
Dr. Dylvardo Costa Lima
Pneumologista, CREMEC 3886 RQE 8927
E-mail: dylvardofilho@hotmail.com

 

 

 

Assine a NewsLetter, receba conteúdos relevantes e a revista digital do Jornal do Médico. https://bit.ly/3araYaa

 

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend