fbpx

Falece o médico poeta Dr. Francisco Pessoa

É deveras pesaroso que posto aqui a notícia do falecimento, às 5h da manhã de hoje (3/12/2020), do médico Francisco José Pessoa de Andrade Reis, um benquisto e animado poeta, sempre muito festejado em suas rodas de amigos e colegas do Ceará, que carinhosamente era chamado por muitos de “Pessoinha”

Francisco José Pessoa de Andrade Reis, nascido em Fortaleza, em 21 de julho de 1949, era um médico oftalmologista, com mais de quarenta anos de atuação nessa especialidade, ao tempo em que paralelamente se dedicava à vida literária, como poeta, trovador, cordelista e crônicas.

Foi, por muitos anos, aluno do Colégio Militar de Fortaleza, onde já se notabilizava como músico e ritmista da banda oficial dessa corporação militar. Ingressou, inicialmente, no concorrido curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Ceará (UFC), mas depois de alguns semestres cursados decidiu prestar novo vestibular da UFC, desta feita para o curso de Medicina, logrando aprovação em 1971 e diplomando-se em dezembro de 1976, na turma JK.

Depois da Residência Médica em Oftalmologia no Hospital Pedro Ernesto do Rio de Janeiro, voltou ao Ceará, começando aqui suas atividades profissioiais como tenente-médico do Hospital Geral do Exército de Fortaleza, onde serviu durante quatro anos.

Era servidor público concursado, já estando aposentado do Instituto Dr. José Frota e da Secreatia de Saúde do Estado Ceará, mas seguia trabalhando em uma Clínica de Oftalmologia, como médico cooperado da Unimed Fortaleza. Nessa cooperativa, excerceu de forma diligente e íntegra, a função de auditor médico.
Era sócio da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores – Regional Ceará (Sobrames-CE), membro da Academia Maçônica de Letras do Estado do Ceará, membro da União Brasileira de Trovadores – Seção Fortaleza e acadêmico titular fundador da Academia Cearense de Médicos Escritores (ACEMES). Era ele muito presente nas reuniões literárias das entidades de que tomava parte, por vezes, alternando-as com outras atividades relacionadas à espiritualidade cristã, algo que lhe era muito caro.

Participou das coletâneas da Sobrames-CE: Inspiração (2006), Receitas Literárias (2010), Passeata Literária (2011), Murmúrios Literários (2012), Letras que Curam (2013), Digno de Nota (2014), Ritmo Literário (2015), Semeando Cultura (2016), À Flor da Pele (2017), Lapso Temporal (2018), Pontos de Vista (2019) e Sopro de Luz (2020) e das quatro primeiras Revistas da ACEMES, lançadas de 2017 a 2020. Fora do Ceará, tomou parte em várias antologias literários do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul.

Em 2014, publicou o seu livro Isto é Coisa do Pessoa, reunindo contos, crônicas, poesias, cordel e trovas, cujo lançamento atraiu a presença de centenas de amigos e admiradores e se constituiu um robusto sucesso de vendas de exemplares, obrigando-o a varar a noite, para dar conta de tantos autógrafos requisitados.

Destaque-se, também, o seu exuberante bom humor, como contador de causos, tendo, inclusive, publicado alguns em uma antologia de causos da caserna, e por jactar chistes precisos e engraçados, tornando o ambiente em que ele se encontrava mais alegre e descontraído.

Recebeu, merecidamente, premiações em vários concursos nacionais de trovas e poesias e foi um dos agraciados do Prêmio Unifor de Literatura de 2009 – Categoria Crônicas.

Pessoa, deixa a esposa Miriam e as filhas Núbia, Mirela e Lia, as quais o brindaram com quatro netos.
Segue paz e em busca da felicidade em outro plano, Pessoa! Seus amigos e colegas guardarão boas lembranças da tão salutar convivência com sua distinta pessoa.

 

 

Autor: Dr. Marcelo Gurgel Carlos da Silva

Membro do Conselho Editorial do Jornal do Médico

 

 

 

 

 

 

 

Assine a NewsLetter, receba conteúdos relevantes e a revista digital do Jornal do Médico. https://bit.ly/3araYaa

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend