fbpx

Julgar e pensar

Fuja do julgo que não é alicerçado pelo bom pensamento; e evite avaliação equivocada dos fatos, antes de entender o porquê ou o senão das coisas. Muitos julgam sem pensar, ou sem ponderar a real realidade dos acontecimentos. Cada pessoa tem em si, o domínio do poder, ou a flutuação da dúvida, enraizada no sentimento.

Talvez, uma das mais preciosas ações de todos nós, em qualquer momento, seja educar a imaginação, a vontade e o coração. Jung diz: “pensar é dificil; por isso que a maioria das pessoas prefere julgar”. É interessante flutuar o nosso pensamento nesse julgar. Algumas vezes, se fala que a influência direta das ações e comportamentos dos outros não deveria ser tão maltratante ou tão desgastante nas pessoas que têm uma mente mais estudada e trabalhada no seu autoconhecimento; mas, nem sempre é assim. A dependência que se cria diante das circunstâncias, fatos ou pessoas, que causam sofrer e inquietação, é factível de ser mais intensa do que se imagina.

Muitas vezes, verdadeiramente, é difícil para muitos se colocar no lugar dos outros; com todas as nuances e razões embutidas nas decisões. Alguns são riquíssimos; porém, não possuem um centavo de paz de espírito e um tostão de equilíbrio; e a todo o momento mendigam a procura da alegria, sentem angústia de desconhecida razão, ou a falta de uma boa energia. Por mais que alguns sejam pensos no pensar, ou tenham um adequado poder de entendimento das coisas, jamais conseguirão ver, ou ser, ou ter, o que outros veem, são ou têm. Cada pessoa é única, felizmente. Aprimoremos a nossa capacidade de pensar; isso consome valiosa e profícua energia; e ofereçamos para nós mesmos um tempo maior para julgar. Sejamos cautelosos nessas ações: de pensar e julgar.

 

 

Autor:

Russen Moreira Conrado
Cirurgião plástico e psicoterapeuta

 

 

 

 

 

Assine a nossa NewsLetter para receber conteúdos e a RD do Jornal do Médico https://bit.ly/3araYaa

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Send this to a friend