fbpx

Dia Mundial de Combate à Malária

A data 25 de abril foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) para conscientização e combate à malária. Em todo mundo foram realizadas ações ao longo dos anos que objetivam prevenir a doença. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), lançado pela ONU em substituição aos Objetivos do Milênio, quer atingir a meta de redução de pelo menos 90% dos casos de malária até 2030 e eliminá-la de ao menos 35 países.
A malária é uma doença parasitária que afeta os glóbulos vermelhos e acarreta na destruição das hemáceas da pessoa infectada. É transmitida geralmente pelo mosquito do gênero Anopheles, mas também pode ocorrer por quaisquer outros meios que coloquem em contato o sangue da pessoa infectada com o de outra sem a doença. Os sintomas são calafrios constantes, febre alta, dores musculares e de cabeça. O infectado também pode desenvolver a malária cerebral, forma ainda mais grave da doença, com probabilidade em 80% de óbito.
A malária pode ser prevenida evitando o contato com o mosquito transmissor – as mesmas medidas de combate ao Aedes Aegypti são válidas. O poder público pode atuar no uso de inseticidas, realizando obras de drenagem e de saneamento básico, por exemplo. O Manual de Terapêutica da Malária, editado pelo Ministério da Saúde, auxilia os especialistas a tratarem a doença no país.
 
Acompanhe mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais Facebook & InstagramBlog e App.

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend