fbpx

Dia do Enfermeiro de Saneamento!

Celebra-se em 1° de julho, o dia do Enfermeiro de Saneamento
um dos principais profissionais da Saúde que tem como missão viabilizar, através da educação em saúde, meios e soluções alternativas contra a transmissão de doenças e assegurar a salubridade ambiental. Mesmo sendo um direito constitucional, o saneamento básico é um desafio permanente para imensas comunidades que vivem à mercê da falta de condições sanitárias adequadas.

Neste contexto, a Enfermagem desempenha um papel de relevância fundamental, pois a inexistência de saneamento básico é o início de um círculo vicioso que expõe a população a todos os riscos e ao desenvolvimento de doenças como Disenteria Amebiana e Bacilar, Ascaridíase (Lombriga), Esquistossomose, Leptospirose, Hepatite A, Salmonelose e Teníase (Solitária).

O Enfermeiro de Saneamento está ligado diretamente a esta realidade, podendo constatar in loco todas as mazelas ao realizar as visitas em cada domicílio, elaborando o mapa em que as famílias vivem sob ameaça.
Sua técnica e sua sensibilidade permitirão desencadear ações educativas em prol da qualidade de vida, delineando caminhos para que os representantes do poder público tomem as providências necessárias.

Manter o ambiente saudável é indispensável, uma vez que o saneamento básico e as doenças são questões interligadas, sendo as crianças as mais afetadas com diarreias e vômitos. Todavia, em um ambiente perverso e que propicia a disseminação de moléstias, também os adultos estão expostos.
A equipe Jornal do Médico® parabeniza a todos os profissionais por importante serviço prestado em prol da saúde.

Fonte: Prodoctor
Para mais mais conteúdo sobre Medicina, Direito & Saúde em nossos canais digitais pelo App, Facebook, Instagram e Blog.

 

Share this post

Comment (1)

  • ANA MARIA SANTOS BARRETO SOUZA _ Reply

    Vocês estão de parabéns ao reconhecer a magnitude da educação em saúde e o enfermeiro como uns dos principais elementos no fomento destas ações. Parabéns! esse entendimento deveria ser disseminado nos orgãos destinados a prover saneamento básico como um direito do cidadão (Constituição 1988). Investem milhões em saneamento que não tem sustentabilidade principalmente nas áreas mais pobres, devido a falta do de educação em saúde com um entendimento abrangente de saúde- ambiente.

    4 de novembro de 2019 at 10:12

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Send this to a friend