fbpx
Artigo, aneurisma de aorta

ARTIGO: Aneurisma da Aorta

Os aneurismas podem se desenvolver em qualquer parte da aorta-torácica e/ou abdominal. O local mais comum de dilatação da aorta é em sua porção abdominal, logo abaixo das artérias renais. A incidência do aneurisma da aorta abdominal é de 30 a 66 casos para cada 1.000 habitantes. O aneurisma de aorta abdominal é a expansão das paredes da aorta na região do abdômen. Apesar de não apresentar riscos no primeiro momento, o diagnóstico precoce, em especial de aneurismas de grande diâmetro, é importante para evitar a ruptura, que pode ocasionar grande sangramento interno.

 

Causas de Aneurisma de Aorta 

Vários fatores predispõem ao surgimento dos aneurismas de aorta e possuem ligação com o desenvolvimento da aterosclerose. Diversos agentes influenciam: predisposições genéticas e hereditárias, tabagismo, entre outros. Os aneurismas da aorta abdominal são mais frequentes em homens acima dos 60 anos, e em mais de 50% dos pacientes o quadro de pressão alta está presente.

 

Sintomas de Aneurisma de Aorta 

Por se tratar de uma doença silenciosa, que não apresenta sintomas relevantes, o aneurisma de aorta costuma ser detectado em exames de rotina, realizados para verificação de outros tipos de doenças.

No caso do aneurisma de aorta abdominal, por exemplo, há pacientes que sentem uma massa pulsátil no abdômen e, nos casos de ruptura, pode verificar dores abdominais e queda da pressão arterial. Pode, inclusive, ocorrer choque hemorrágico, levando o paciente ao óbito.

 

Diagnóstico de Aneurisma de Aorta Abdominal

Após a suspeita clínica de um aneurisma, exames precisos devem ser realizados. A consulta com um cirurgião vascular é fundamental, pois após a avaliação do caso, o médico poderá solicitar o exame adequado e indicar se há necessidade de alguma intervenção cirúrgica. Nos casos em que não há indicação de cirurgia, o paciente deve ser acompanhado para avaliação da evolução do aneurisma, geralmente com a realização de exames de tomografia.

 

Tratamentos de Aneurisma de Aorta 

Atualmente, há duas principais técnicas para o tratamento do aneurisma de aorta: a cirurgia aberta e a endovascular.

Na técnica aberta, é preciso abrir o abdômen e/ou o tórax, interromper temporariamente o fluxo de sangue neste segmento da aorta e trocar a porção dilatada por uma prótese de tecido que é costurada no local. É preciso utilizar anestesia geral e, por tratar-se de um procedimento de grande porte, a recuperação é mais lenta e o tempo de internação maior.

Na técnica endovascular para tratamento de aneurisma de aorta, uma endoprótese (tubo cilíndrico de metal e tecido) é colocada dentro do aneurisma sem que se abra cirurgicamente o tecido ao seu redor. Geralmente, são realizados pequenos cortes na virilha, ou somente punção mesmo, por onde se passam os cateteres para a execução do procedimento.

A intervenção é realizada com o auxílio de equipamento de radioscopia digital. O procedimento torna-se menos agressivo, a recuperação do paciente é mais rápida e o tempo de internação é menor.

A técnica mais adequada para cada caso deve ser decidida em conjunto pelo cirurgião e o paciente.

 

aneu

 

Sobre o autor:

Dr. Sérgio Belczak é Cirurgião Vascular e Endovascular, membro da Comissão de Doenças Arteriais da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular – SBACV

 

 

 

Confira mais conteúdo no programa do Jornal do Médico®️ com o Saúde em Pauta

 

Assine a NewsLetter, receba conteúdos relevantes e a revista digital do Jornal do Médico. https://bit.ly/3araYaa

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend