fbpx
O novo hábito alimentar na pandemia

O novo hábito alimentar na pandemia

Não é novidade que a pandemia do novo coronavírus trouxe uma crise sanitária para o mundo inteiro, o que fez com que todos mudassem muitos hábitos, entre eles o hábito alimentar, trazendo então as principais dúvidas como o que comer,  quando e onde comprar, entre muitos outros fatores a respeito de uma boa alimentação nesse período em que tudo parecia mais complicado.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, no início da pandemia da COVID-19, as pessoas estavam muito preocupadas em estocar alimentos, já que o medo desse doença desconhecida, juntamente do receio de sair de casa era muito grande no começo, mas com o passar do tempo o foco dos consumidores passou a ser a qualidade dos alimentos. De acordo com esses mesmos dados, no início da quarentena, 46% da população comprou uma quantidade maior de alimentos, já atualmente o consumo voltou ao normal. Além disso, o número de consumidores buscando alimentos naturais na internet cresceu em até 79%.

Após o susto inicial causado pela pandemia, as pessoas estão mais preocupadas em se cuidar e consequentemente adotar hábitos mais saudáveis ao dia-a-dia. Diante do cenário atual, em que o mundo está lidando com o novo normal em razão dos efeitos causados pela pandemia, ter uma boa alimentação, que traga benefícios a saúde, tem sido fundamental não apenas para enfrentar a COVID-19, mas para também manter uma boa qualidade de vida em diferentes aspectos.

Fora esse aumento na busca por alimentos mais naturais e saudáveis, que podem fortalecer o sistema imunológico, como frutas, legumes, verduras e proteínas, houve também uma queda no consumo de alimentos industrializados, o que significa realmente que as pessoas estão tentando cuidar mais da saúde começando pela alimentação.

Mesmo com o fim da Pandemia, os hábitos de cozinhar em casa, consumir menos alimentos industrializados, e mais comida saudável devem ser adotados diariamente. Pois, apesar de toda a crise causada pela COVID-19 ter trazido muito sofrimento, com ela foi possível repensar as escolhas e valorizar a qualidade de vida.

FONTE: regiao dos vales

 

Confira mais conteúdo no programa do Jornal do Médico®️ com o Saúde em Pauta

 

 

Assine a NewsLetter do Jornal do Médico®️ e receba conteúdos relevantes no seu E-mail

 

Share this post


WhatsApp chat
Send this to a friend